Voltar

Cobertura Nacional para Emergências - Planos Individuais

Caso você tenha contratado um plano da Alice diretamente com o seu CPF, essas perguntas e respostas são para você.

Cobertura Nacional para Emergências: o que é e como funciona?

A cobertura do seu atual plano é municipal, ou seja, válida em toda a cidade de São Paulo. Isso significa que dentro da capital paulista você tem acesso a nossos hospitais, laboratórios e especialistas parceiros.

Mas quando você estiver fora do Município de São Paulo, a Alice te oferece cobertura para casos de urgências e emergências em todo o território nacional, via reembolso de despesas.

Pera: o que é considerado emergência?

Na prática, é qualquer situação que não pode esperar seu retorno para São Paulo: é aquela em que você precisa de atendimento imediato, como numa fratura, tipo quebrar um braço, ou risco de infarto do coração (toc toc toc). Não queremos que nada disso aconteça, por isso incluímos a cobertura nacional no plano.

A Cobertura Nacional tem algum custo adicional?

Não. Essa cobertura será adicionada ao seu plano sem nenhum custo adicional.

Precisei pagar o atendimento, como faço para pedir reembolso?

Alice Agora em ação. Sim, só entrar em contato pelo app, informar o ocorrido e enviar as fotos da documentação (Nota Fiscal, Resumo de Alta ou Relatório Médico). Após o recebimento, o reembolso é realizado em até 3 horas.

Viajei e deu ruim, como faço se precisar utilizar?

Eu sempre precisarei pagar pelo atendimento e pedir reembolso?

Por enquanto, em casos de atendimento de urgência e emergência fora de São Paulo, o membro terá que pagar pelo atendimento e pedir o reembolso depois. Já para casos de internação/cirurgia, a Alice entrará em contato com o hospital para pagar toda a conta médica.

Preciso avisar a Alice que vou sair de SP?

Não precisa, aqui você é livre!

Pra finalizar, alguns dados importantes:

Lembrando: a Cobertura Nacional para emergências só vale para urgências e emergências fora da cidade de São Paulo.

O limite de reembolso é de R$ 250 mil reais, mas não se preocupe, esse valor é mais do que suficiente para emergências. Como referência: uma ida ao pronto-socorro custa, em média, R$4 mil reais. Já uma cirurgia de apendicite, R$30 mil reais. Ou seja, dificilmente, o valor cobrado chegará perto do limite.