November 9, 2020

Como é ser membro da Alice?

Acervo pessoal

Alice é uma forma de cuidar de mim como um todo, sem precisar me preocupar em procurar os profissionais adequados, além da rápida e efetiva atenção de meu time de saúde comigo e da facilidade que o App traz para os processos entre mim e o convênio. Alice para mim é uma maneira fácil e divertida de viver minha saúde.

O que é a Alice para mim?

Há alguns meses, recebi um convite para conhecer um projeto novo na área da saúde. Após algumas reuniões tive a oportunidade de conhecer uma ideia audaciosa e inovadora que buscava ir além das formas atuais de relação entre os três pilares da saúde privada – estabelecimentos de saúde (entenda-se basicamente, hospitais), convênio e profissionais de saúde. Não foi difícil aceitar o desafio de fazer parte deste projeto. Ao longo destes meses pude vivenciar o trabalho incessante de pessoas buscando trazer equilíbrio para todos os lados envolvidos, e nem mesmo este momento difícil que atravessamos por conta da pandemia foi suficiente para desencorajar estas pessoas. 

Fica claro que o equilíbrio entre as três partes é fundamental para que o maior interessado na saúde não seja prejudicado e mais, tenha o cuidado com sua saúde da forma como deve ser. E falo exatamente do paciente. Obviamente que o desequilíbrio é algo perigoso para todos, mas no fim o maior risco recai sobre o paciente, que pelo contrário deve sempre ser o foco da assistência em saúde.

Em uma de minhas últimas conversas com o Gui, um dos fundadores da Alice, comentei que sou um privilegiado nesta nova experiência que é a Alice. Eu sou do time de especialistas, como urologista, e acabei me tornando membro também. Confesso que tem sido uma experiência curiosa e divertida. Todo meu atendimento como membro eu sou exposto a esta dupla atividade, ser um dos médicos que presta atendimento e que participa do desenvolvimento da Alice, e por outro lado ser atendido como paciente e trazer para Alice uma das maiores intimidades que podemos oferecer – nossa saúde. 

Poucos de nós profissionais de saúde temos a oportunidade de ver as relações destes três pilares da saúde de perto e ao mesmo tempo de fora. Isto nos dá a oportunidade de perceber que a valorização do profissional de saúde, passa pelo equilíbrio de todas as partes, de forma que seja sustentável a todos os três agentes para que assim possamos oferecer a saúde que nossos pacientes merecem. Aqui fica claro para mim toda a intensidade do que é fazer parte da Alice – carregar este desejo por mudança.

E por outro lado, algo que não esperava em um primeiro momento, mas que surgiu do sentimento de acreditar no projeto como um todo – tornar-me membro da Alice. Eu posso dizer que foi uma das maiores surpresas que tive em 2020. Não por fazer parte do projeto e torcer por ele, mas sim por acreditar nele a tal ponto de trazer o cuidado com minha saúde para a Alice. Dentre todo aprendizado adquirido neste começo de jornada, o mais rico de todos com certeza é o de me aproximar comigo mesmo a partir do cuidado com minha saúde. Alice, para mim, tem sido uma forma fácil e divertida de viver minha saúde. Ao perceber isto, vejo que não se trata de uma ideia, mas sim de um ideal.

Confesso que às vezes nas consultas esqueço que sou membro e me empolgo como médico da Alice, mas logo volto a realidade de que para ser cuidado preciso também permitir ser cuidado e me torno membro novamente. Enfim, espero que outras pessoas possam sentir e viver o que vivo como parte da Alice ou como membro da Alice e quem sabe como parte e membro da Alice, assim como eu.